fbpx

BLOG BELLKEY

Alisamentos e redutores de volume: conheça os tipos

Muitos clientes procuram no mercado métodos para alisar ou reduzir o volume dos cabelos e há inúmeras formas e produtos para obter esse resultado.

Os nomes para esses processos são variados: escova progressiva, selagem, botox. Além dos tradicionais alisamentos, relaxamentos e desondulações.

Em meio a tantas possibilidades, o que realmente importa na hora de fazer a escolha certa para cada tipo de cabelo e para cada efeito desejado?


Saiba mais: 


A resposta para essa pergunta está nos ativos e agentes químicos contidos na fórmula de cada um dos produtos usados nos alisamentos.

Os nomes que escutamos nos salões de belezas, ouvimos de amigos ou lemos em blogs e revistas são apenas nomes comerciais. Os profissionais cabeleireiros precisam ir além disso e entenderem que o que realmente importa é o agente alisante presente na química do produto.

Métodos de alisamentos mais populares e suas indicações corretas

1. Alisamento com tioglicolato de amônio

O que é? Trata-se de um produto versátil, pois permite relaxar os cachos, alisar e até ondular os fios no processo de permanente. Seu uso deve ser sempre associado a um produto neutralizante.

Para quem é mais indicado? Alisamentos com tioglicolato de amônio são indicados principalmente para cabelos caucasianos, ondulados ou cacheados. Pode ser aplicado sobre fios finos e, em alguns casos, pode ser compatível com cabelos coloridos ou descoloridos, mas o teste de mechas deve ser feito antes.

2. Alisamento com guanidina

O que é? É um alisamento à base de hidróxido de cálcio e carbonato de guanidina. O produto alisa os fios permanentemente, sendo necessário o retoque apenas na raiz do crescimento. Entre os alisantes à base de hidróxidos é o mais suave, mas ainda assim há risco de quebras e incompatibilidade.

Para quem é mais indicado? É indicado para clientes que desejam transformar cabelos crespos e cacheados e que desejam efeito totalmente liso.

3. Alisamento com hidróxido de sódio

O que é? Assim como a guanidina, é um alisamento de base alcalina com hidróxido na fórmula. Sua ação é bastante rápida e intensa. O produto não pode permanecer muito tempo nos fios, sob risco de corte químico e forte irritação no couro cabeludo. Só deve ser usado por profissionais experientes, pois oferece maiores riscos aos fios.

Para quem é mais indicado? Indicado para cabelos crespos, naturais, grossos e resistentes, quando os clientes procuram efeito liso.

4. Alisamento com formaldeído e glutaraldeído

O que é? São bases alisantes ácidas e que, apesar de serem comercializadas, são proibidas pela ANVISA. Evite trabalhar com esses produtos, pois as substâncias neles presentes apresentam alto grau de toxicidade, além de terem cheiro forte e provocarem ardência nos olhos.

Para quem é mais indicado? Esse tipo de alisante não é indicado por apresentar malefícios para a saúde - tanto para a saúde dos clientes quanto para a dos profissionais cabeleireiros.

5. Alisamento com ácido glioxílico e carbocisteína

O que é? Também são alisamentos com essas bases ácidas. Por não terem cheiro forte e não provocarem ardência, esses alisamentos pareciam opções promissoras para alisar os fios. Entretanto, também não são liberados pela ANVISA. Apesar de não conterem formol ou glutarol em suas fórmulas, quando aquecidos liberam essas substâncias. Nem o ácido glioxílico, nem a carbocisteína sozinhos têm o poder de alisar os fios.

Para quem é mais indicado? Assim como no tópico anterior, esses ativos são maléficos para a saúde e não devem ser indicados para seus clientes.

Ao escolher trabalhar com um ou outro fabricante, nunca se esqueça de verificar na fórmula do produto alisante quais são os ativos envolvidos. Assim você saberá como fazer a indicação correta para seu cliente, além de evitar riscos para a saúde e problemas com a legislação vigente.

É importante também que você trabalhe com marcas confiáveis e seguras. Afinal, alisamentos são processos químicos que invariavelmente podem causar danos para os cabelos de seus clientes.


Confira a vídeo aula online:


Escolha marcas que prezam pela saúde da fibra capilar e que tenham como uma de suas prioridades o cuidado com a qualidade de seus cosméticos. Invista em produtos que preservam as ligações naturais do cabelo, para que o resultado da química seja o mais saudável possível, sem perder a eficácia, como os da linha VP Tioglicolato, VP Organic e Redufrizz, da Bellkey Professional, por exemplo. Conheça nossos alisamentos!!!

Compartilhe

Deixar Um Comentário

Últimas postagens

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!

DOWNLOAD GRATUITO!!!

E-BOOK
COLORAÇÃO CAPILAR E SEUS PRINCÍPIOS.
Baixar o E-book!
close-link
DOWNLOAD GRATUITO!!!

E-BOOK COLORAÇÃO CAPILAR E SEUS PRINCÍPIOS.

close-link
DOWNLOAD GRATUITO!!!

E-BOOK TRATAMENTO CAPILAR 
Entenda como fazer o Cronograma Capilar

close-link
Entre em contato
Mandar via WhatsApp