Não existe método certo para fazer mechas perfeitas. Cada caso e cada resultado buscado exigem diferentes técnicas para que tudo saia da forma que o cliente deseja.

Para te ajudar a decidir quando fazer mechas na touca e quando fazer no papel vamos te mostrar todas as vantagens e desvantagens de cada um desses processos. Confira.

Vantagens das mechas na touca

  • Fácil aplicação: basta colocar a touca no cliente, puxar a quantidade de fios desejada com a agulha de crochê e aplicar o produto nos cabelos separados. Sem mistérios.
  • Tonalização só da parte descolorida: nesse método, os cabelos que serão tonalizados ficam separados daqueles que devem ser preservados, então não há risco de manchar a raiz dos cabelos.
  • Reaplicação simples: caso seja necessário reaplicar o descolorante, não é necessário remover a touca, pois as mechas já estarão separadas, poupando bastante tempo e trabalho.

Saiba mais:


Desvantagens das mechas na touca

  • Resultado padronizado: o resultado é sempre parecido, afinal, a touca funciona como um "molde" para descolorir os cabelos, permitindo poucas variações.
  • Nuca escura: como a touca não alcança a nuca do cliente, essa parte dos cabelos fica sem mechas e mais escura que o restante dos cabelos. Se o cliente tem costume de usar os fios presos, essa pode não ser uma boa opção.
  • Incômodo: sabemos que as luzes na touca podem ser um pouco dolorosas para os clientes, tanto na hora de puxar as mechas quanto na hora de remover a touca. Se o cliente tiver muita sensibilidade no couro cabeludo é melhor optar pelas mechas no papel.

Vantagens das mechas no papel

  • Resultado personalizado e diversificado: é possível fazer diversas variações no resultados: com cores diferentes, criando o efeito 3D; efeitos como ombré hair e californianas; além de mechas com espessuras variadas. Essas variações  só podem ser feitas através desse método.
  • Nuca e contorno do cabelo perfeitos: usando papel alumínio é possível deixar as mechas que contornam a cabeça e os cabelos próximos à nuca perfeitos.  Esse método é o ideal para clientes que prendem muito o cabelo e para aqueles que desejam aderir à tendência do hair contour (mechas mais largas e mais claras na franja, emoldurando o rosto).
  • Clareamento mais rápido: o papel alumínio estimula o clareamento dos fios através do calor que provoca, tornando o processo mais rápido.

Desvantagens das mechas no papel

  • Exige técnica e experiência: essa forma de separar os feixes de cabelo exige muito conhecimento, prática e habilidade manual. Além disso, é necessário saber dominar os métodos de mechas para fazer tudo de forma que chegue ao "desenho" feito pelo cliente.
  • Risco de manchas: o papel alumínio pode "escorregar" ou vazar, o que faz com que o risco de manchas seja maior.
  • Necessidade de checar papel por papel: como as mechas ficam "escondidas" pelo papel, é necessário checar um por um para verificar se os fios já chegaram à cor certa.

Como mostrado, as duas técnicas apresentam benefícios e problemas. É importante que o cabeleireiro saiba executar ambas e conheça o momento certo de aplicar cada uma delas. De forma geral, podemos dizer que a técnica da touca é mais prática e segura, já a técnica do papel alumínio é mais versátil e avançada.


Confira a vídeo aula online:


Entretanto, há um importante ponto em comum ao realizar os dois métodos: deve-se utilizar sempre bons produtos, que garantam um resultado excelente, mas sempre priorizando a saúde dos cabelos.

Pensando nisso, a Bellkey desenvolveu a linha Infinity Color, que proporciona descolorações seguras e eficazes. Conheça nossos pós descolorantes que contam com colágeno em sua fórmula, o que garante reposição hídrica em todo o processo e preserva a hidratação dos fios.