O clareamento do cabelo é um tema extenso, afinal são muitos os fatores que influenciam na descoloração dos fios. É bastante comum que o cliente chegue ao salão desejando uma nuance específica, que nem sempre o cabeleireiro poderá entregar, e não é por falta de conhecimento ou prática.

Descubra nesse artigo o que pode atrapalhar no clareamento do cabelo. Vamos lá?

Introdução: altura de tom e fundo de clareamento do cabelo

Para começar é preciso que você conheça os conceitos de altura de tom e fundo de clareamento:

  • Altura de tom – Diz respeito a quão claro ou escuro o fio é.
  • Fundo de clareamento – É o tom que o cabelo revela após ser descolorido.

Cada altura de tom tem um fundo de clareamento correspondente. Para chegar a uma cor precisamos saber qual é a altura de tom correta e qual é o fundo de clareamento do cabelo quando o cliente chegar ao salão. Assim poderemos saber quantos tons precisam ser clareados.

Por exemplo, o cliente tem cabelos na altura de tom castanho, cujo fundo de clareamento é vermelho. Ele deseja fios louros, cujo fundo de clareamento é alaranjado amarelo. Então será necessário clarear três tons.

Com esses conceitos em mente, vamos passar para os problemas que podem atrapalhar o clareamento do cabelo.


Saiba mais:


1. Alisamentos, progressivas e relaxamentos

Cabelos que passaram por químicas de transformação de sua forma natural tendem a ter diversas incompatibilidades com outros processos, inclusive com tintas e descolorantes. Quando tentamos clarear cabelos alisados podem acontecer danos severos aos fios, podendo, inclusive, ocorrer corte químico.

Além disso, cabelos alisados dificilmente chegam a tons de louro acinzentado ou a nuances muito claras, pois alisamentos tendem a deixar os fios amarelados.

2. Colorações anteriores

Cabelos com coloração são mais difíceis de descolorir, afinal, além de remover os pigmentos naturais do fio, é necessário remover os pigmentos artificiais da tinta, que tendem a penetrar profundamente na fibra capilar, dificultando o clareamento.

Cores como o preto e o vermelho fixam-se ao fio e, para removê-las, é necessário descolorir os fios mais de uma vez para chegar a tons claros. Muitas vezes, o cabelo não resistirá a esse processo, não sendo indicado realizá-lo.

3. Resistência dos fios

Existem cabelos mais sensíveis, por consequência de químicas anteriores, danos por excesso de secador e até mesmo pela própria estrutura da fibra capilar. Ao ser descolorido, esse cabelo pode acabar se quebrando antes mesmo de chegar ao tom certo, pois não têm resistência.

Como saber se o clareamento do cabelo é possível?

Para verificar se o cabelo poderá chegar ao tom desejado pelo cliente e ainda se manter saudável é fundamental que o cabeleireiro realize um teste de mechas antes de começar o processo. Ele irá verificar se o fio clareou o suficiente, sem ficar elástico, quebrar ou sofrer corte químico.


Confira também:


Caso o teste de mechas falhe, é necessário instruir o cliente a cuidar dos fios corretamente, através de um cronograma capilar, e, quando o cabelo estiver recuperado, será possível fazer o clareamento desejado.

Produtos certos para te ajudar no clareamento do cabelo

Para clarear os fios com segurança e driblar os problemas que atrapalham chegar à cor desejada pelo cliente é fundamental que o cabeleireiro utilize produtos que sejam capazes de descolorir intensamente e que também preservem a saúde da fibra capilar.

É o caso dos pós descolorantes Blond Light e Ultra Blond  da Bellkey que permitem clarear até nove tons em cabelos virgens e sete tons em cabelos quimicamente tratados. Além disso, eles protegem a queratina e a superfície dos fios e fazem a reposição hídrica da fibra capilar.