As mechas estão entre os serviços mais pedidos nos salões de beleza. O trabalho consiste, basicamente, no clareamento de apenas algumas partes dos fios gerando efeitos variados.

Cada efeito é criado com inúmeras técnicas específicas. Além disso, sempre surgem novas tendências no mercado.

Mechas tricotadas, com coloração, no papel alumínio, na touca. São várias as formas de iluminar os fios e nesse post vamos te mostrar algumas delas para que você entenda as diferenças e os efeitos que podem ser criados. Vamos lá?

Principais técnicas de mechas que permitem criar efeitos variados

  1. Técnicas de mechas

  • Desfiar, eriçar ou empilhamento junto à raiz

Para fazer a técnica de desfiar, separe uma madeixa fina de cabelo. Deslize um pente de dentes próximos e fininhos das pontas até a raiz do cabelo, separando menos fios para a aplicação do produto. Com essa técnica, as mechas ficam mais distantes da raiz e o efeito fica mais natural.

  • Mechas costuradas ou tricotadas

Separe uma parte fina de cabelo. Faça movimentos de costura com o cabo de um pente para mechas, separando fios intercalados para que você aplique o produto. Com essa técnica as mechas podem chegar bem próximas da raiz dos cabelos.

  • Mechas em véu, transparência ou lâminas

No véu, o produto é aplicado em toda a mecha de cabelo, sem separações costuradas ou desfiadas, por isso é fundamental que a mecha seja realmente muito fininha, quase transparente! Para que o resultado não fique com marcações, recomenda-se aplicar o produto criando desenhos em diagonais (em V, por exemplo).

  • Free Hands

Nessa técnica, o produto é aplicado sobre os fios à mão livre, sem plaquete e sem papel alumínio, criando um resultado mais natural e com tom mais próximo da cor natural dos fios, uma vez que sem o calor provocado pelo papel o clareamento é reduzido.

  • Mechas na touca

A touca de mechas é feita de silicone e tem pequenos furos distribuídos por ela. Os fios em que o produto será aplicado são removidos da touca através dos furinhos com o auxílio de uma agulha de crochê. O resultado é sempre o mesmo e não é possível fazer mechas na nuca.



  1. Quais efeitos consigo criar com as mechas?

Agora que você já conhece as principais técnicas, vamos te mostrar os efeitos que podem ser criados com elas.

  • Luzes

Essa técnica ilumina os fios com mechas bem finas que vão da raiz às pontas e são distribuídas em todo o cabelo. O resultado é sutil e o tom escolhido pode variar de acordo com o desejo do cliente. Podem ser feitas na touca ou costuradas com papel alumínio.

  • Reflexos

Reflexos e luzes são técnicas bastante parecidas. Nos reflexos, porém, as mechas costumam ser mais espessas e mais claras, provocando mais contraste entre os fios clareados e os naturais.


Saiba mais:


  • Mechas invertidas

As mechas invertidas ou inversas são feitas quando os cabelos estão muito claros e o cliente deseja “apagar” um pouco do tom louro, mas sem escurecer o cabelo inteiro.

Para isso, são costuradas algumas mechas e nelas é aplicada uma coloração de tom mais escuro do que o atual. Essas mechas precisam ser envolvidas em papel alumínio para que não manchem o restante dos cabelos.

  • Mechas em 3D

As mechas em 3D podem ser costuradas ou separadas em véus ou transparências. O que diferencia as mechas 3D das demais é a aplicação de cores em até três tons diferentes, criando assim o efeito de profundidade responsável pelo nome da técnica.

  • Balayage

Na balayage, os fios ficam mais claros do meio para as pontas - já os fios próximos à raiz permanecem naturais ou com um leve sombreado. É possível criar esse efeito com coloração (em cabelos virgens) ou com descolorante e, nem sempre, é necessário usar papel alumínio, já que é possível criar o efeito com a técnica free hands. Não é indicado fazer balayage para clareamentos muito intensos. 

  • Californianas

As californianas são inspiradas nos cabelos dos surfistas que têm as pontas naturalmente mais claras devido à exposição frequente ao sol. Para copiar esse efeito, são separadas mechas em transparências que são, em seguida, desfiadas com pente. O produto deve ser aplicado mais próximo das pontas para que elas fiquem mais claras do que o restante do cabelo. O tom vai depender do desejo da cliente.

  • Sun Kiss

As mechas Sun Kiss são parecidas com as californianas. Elas também tentam copiar o efeito do sol nos cabelos, porém de uma forma mais sutil.

Em cabelos virgens é possível conseguir o efeito levemente iluminado apenas com coloração de até dois tons acima da cor natural. Em cabelos coloridos é necessário usar o descolorante, podendo ser aplicado com o auxílio de papel alumínio ou com a técnica de mãos livres.

  • Ombré Hair

O efeito que o ombré hair proporciona é um degradê bem natural, mantendo a raiz dos cabelos mais escura e as pontas claras. A coloração e o descolorante podem ser utilizados ao mesmo tempo para criar esse efeito, alternando as mechas em que cada produto será aplicado.

  • Sombré Hair

O efeito é muito parecido com o ombré hair, porém mais sutil e mais indicado para cabelos escuros, já que são clareados apenas cerca de dois tons em relação ao natural.  

  • Marmorização

A marmorização consiste em fazer algumas mechas nos cabelos enquanto age a coloração, assim o tempo é otimizado e o efeito fica diferenciado. Na hora do enxágue, a própria coloração que está agindo nos fios pode ser usada para tonalizar as mechas.

  • Texanas

As mechas texanas são feitas na parte de baixo dos cabelos em locais estratégicos, para que apareçam com o movimento dos fios. O efeito pode ficar muito natural.

  • Dip Dye

As mechas Dip Dye não buscam a naturalidade. O efeito criado dá a sensação de que as pontas dos cabelos foram mergulhadas em um pote de tinta. Pode gerar resultados divertidos, principalmente se forem tonalizadas com cores fantasia.

  • Mechas Slices

As mechas slices são bem marcadas e largas, por isso recebem esse nome, que significa “fatia” em inglês. O resultado não é natural, mas pode gerar efeitos criativos, podendo inclusive misturar várias cores em um processo.

  • Mechas Splashlight

As mechas splashlight funcionam como pontos de luminosidade sobre os cabelos. Podem ser feitas à mão livre, aplicando o produto horizontalmente. O efeito imita a incidência de um feixe de luz sobre os cabelos.

  • Babylights

As babylights, como o próprio nome indica, são inspiradas nas nuances claras dos cabelos das crianças. O resultado é sutil e parece com as luzes, porém as mechas são ainda mais fininhas e mais naturais, clareando cerca de um a três tons.

  • Hair Contour

Cria luminosidade e profundidade, em regiões estratégicas dos cabelos. São mais usadas na franja, funcionando como uma moldura que contorna o rosto do cliente. O efeito é muito bonito e as cores podem ser variadas. Para conseguir o resultado mais marcado só em alguns pontos do cabelo, as mechas devem ser separadas em transparência.

  • Hot Toffee

As mechas Hot Toffee são muito sofisticadas. Elas mesclam tons de marrom e caramelo nos cabelos naturais ou em cabelos que já usem outras técnicas de mechas variando o resultado.


Confira a vídeo aula online:


  • Tiger Eye 

Técnica que ilumina discretamente os fios de cores escuras. São intercaladas mechas finas e grossas, que devem ser separadas em zig zag ou em diagonal para dar um aspecto natural. Tons de dourado, cobre e marrom ficam perfeitos para criar esse efeito.

Essas tendências são sempre renovadas e há sempre novidades surgindo nesse mercado, já que as mechas variam com a criatividade dos cabeleireiros.

A única coisa que não pode variar quando o assunto é mecha é a qualidade dos produtos utilizados, uma vez que esse procedimento químico altera a estrutura da fibra capilar.