A queda de cabelos e o ritmo de crescimento dos fios é um assunto que intriga muitos cabeleireiros e clientes. Aqueles que sofrem com fios caindo ou que acham que o cabelo não anda crescendo como gostariam estão sempre em busca de um profissional que consiga identificar se realmente há um problema que explique os motivos da queda e ainda solucione a questão.

É importante que você esteja preparado para tirar essas dúvidas de seus clientes. Para isso, preparamos este artigo! Vamos começar?

 

Padrões de crescimento e queda de cabelos

Para identificar se há alterações na queda de cabelos e no crescimento dos fios é necessário que você saiba quais são os padrões normais desses aspectos como parâmetro de comparação.

É normal que caiam cerca de 150 fios por dia em cada pessoa. É claro que esse número varia muito de pessoa para pessoa, de acordo com a quantidade de fios que cada um tem.

Já o crescimento dos fios tende a variar entre 1 cm e 1,5 cm, o que, em um ano, corresponde a aproximadamente de 12 a 18 cm.

Como identificar se há, de fato, um problema?

Muitos clientes se confundem achando que há excesso de queda de cabelos ou crescimento muito lento dos fios, seja por medo da calvície ou pela ansiedade para ter um cabelo longo. É necessário fazer uma avaliação criteriosa para ver se está mesmo acontecendo algum problema.

No caso da queda, o cabeleireiro deve observar se muitos fios ficam no lavatório após a higienização e se os fios se soltam apenas passando as mãos sobre eles. Oriente seu cliente a verificar se há fios no travesseiro quando ele  acorda, pois esse pode ser outro indicativo de queda de cabelos. Inclusive, vale pedir que o cliente conte os fios que caírem durante um dia. Se o número for maior que 150, pode haver um problema.

Para identificar se há um crescimento aquém do normal, recomenda-se fotografar duas vezes – com um intervalo de um a dois meses – o cabelo do cliente, no mesmo local, ângulo e posição. Assim será possível perceber o quanto o cabelo cresceu nesse intervalo de tempo.

O que causa a queda de cabelos e o crescimento lento dos fios?

São vários os motivos que podem levar a esses problemas capilares. A queda de cabelos é comumente associada ao estresse, genética, alterações hormonais ou carências nutricionais provocadas por má alimentação. Mas também pode haver um desequilíbrio no ciclo de crescimento do cabelo.

As três fases do ciclo de crescimento do cabelo são:

  • Fase anágena: fase de crescimento do cabelo.
  • Fase catágena: fase de repouso do fio, que para de crescer.
  • Fase telógena: morte dos fios.

Geralmente, de 80 a 95% dos fios estão na fase de crescimento e apenas 10 a 15% dos fios estão na fase da morte. Caso essas fases estejam em desequilíbrio, a queda dos fios pode ser maior.

Vale ainda pontuar que o excesso de químicas, escovações fortes e uso de produtos de baixa qualidade ou muito agressivos também podem provocar a queda dos fios.

O crescimento dos cabelos, por sua vez, varia de acordo com cada organismo, mas pode também ser influenciado pelo clima. Altas temperaturas fazem com que as veias se dilatem com mais facilidade, deixando o fluxo sanguíneo mais intenso. Isso proporciona melhor nutrição dos fios do cabelo na região da papila dérmica, melhorando o crescimento. Os fios tendem a crescer menos, caso as temperaturas estejam mais baixas.

O que fazer se o cliente apresenta problemas de queda ou crescimento de cabelos?

O primeiro passo é ter uma conversa franca e relatar o problema encontrado. Indique ao cliente que procure um médico dermatologista que seja especialista em tricologia, ramo da medicina dedicado aos cabelos, pelos e unhas. Esse é o profissional mais adequado para identificar a causa do problema através de exames e indicar o melhor tratamento para que o cliente recupere seus cabelos.

Esse artigo foi útil pra você? A Bellkey Professional quer te apoiar em seu dia a dia no salão com dicas sobre cabelo e também com produtos de alta qualidade.