Há problemas relacionados com os cabelos e com o couro cabeludo cujas soluções estão fora do alcance e da área de atuação dos cabeleireiros. Alguns casos precisam de atendimento médico para que recebam os tratamentos adequados e possibilitem a recuperação da saúde do cliente.

Entretanto, sabemos que a maioria das pessoas visita os salões de beleza com muito mais frequência do que os médicos, certo? Por isso, é importante que o cabeleireiro fique atento aos sinais de problemas de saúde e, caso identifique algo fora do normal, recomende ao cliente procurar um médico. Dessa forma, você irá evitar que os problemas se agravem, conquistará a confiança de seu cliente e ainda irá garante mais segurança na hora de realizar o seu trabalho.

Neste artigo, vamos te contar mais sobre a especialidade da medicina dedicada aos cabelos e couro cabeludo e te ajudar a identificar os problemas de saúde mais comuns que necessitam de tratamento médico.

Qual é o médico que cuida dos cabelos?

Segundo a Sociedade Brasileira de Dermatologia, esse campo é uma “especialidade médica cuja área de conhecimento se concentra no diagnóstico, prevenção e tratamento de doenças e afecções relacionadas à pele, pelos, mucosas, cabelo e unhas”. O médico mais indicado para o cuidado com os fios é o dermatologista.

Porém, existe na dermatologia um ramo ainda mais específico para o cuidado com os cabelos, pelos e o couro cabeludo: a tricologia. Caso haja necessidade, recomende que o cliente busque a ajuda de um tricologista, pois esse profissional pode ser de grande ajuda para seus clientes.


Saiba mais:


Como identificar um problema de saúde capilar?

O primeiro passo para identificar um problema de saúde capilar que exige cuidados médicos é conversar com o cliente. Pergunte, por exemplo, se há alguma queixa, incômodo, dores ou feridas no couro cabeludo, qual o histórico dos cabelos e quais químicas o cabelo já recebeu. Verifique também se o cliente apresenta alguma alergia já diagnosticada.

Após a conversa, é hora de examinar os fios e o couro cabeludo do cliente. Seja minucioso em busca de qualquer anormalidade. Há caspas em abundância? Feridas? Queimaduras? Os cabelos estão caindo em grande quantidade? Há oleosidade excessiva?

Alguns casos mais comuns em que o cabeleireiro deve indicar ajuda médica para seus pacientes:

  • Queda capilar: a queda capilar excessiva pode indicar alopecia.
  • Caspa seca ou oleosa: descamações abundantes no couro cabeludo podem indicar dermatites e alergias.
  • Excesso de oleosidade: pode ser sinal de algum desequilíbrio nas taxas hormonais.

O que fazer quando um cliente com problemas de saúde capilar chega até você?

Caso você identifique alguma anormalidade capilar no cliente é hora de conversar com ele. Primeiro, relate o que foi encontrado e seja bastante empático e cuidadoso para não deixar o cliente sem graça! Explique que é necessário que ele passe por uma avaliação médica por um dermatologista ou tricologista.

Jamais realize procedimentos químicos como alisamentos, colorações, mechas ou descolorações em clientes que apresentam algum problema de saúde, pois produtos agressivos podem agravar a situação. Peça para o cliente retornar ao salão para fazer o serviço em uma nova oportunidade, quando já estiver com a saúde plenamente recuperada. Não pense que você perderá o cliente, pelo contrário, assim você demonstra responsabilidade e conquista mais confiança!


Confira também:


Como o cabeleireiro pode ajudar a prevenir problemas de saúde?

Muitos problemas de saúde dos cabelos e do couro cabeludo estão relacionados ao uso de produtos químicos e cosméticos de forma inadequada ou de má qualidade. Um cabeleireiro responsável deve ter bastante cuidado com o material que utiliza para realizar seu trabalho, conhecendo muito bem a ação de cada produto e a procedência dos fornecedores.

A Bellkey Professional, por exemplo, é uma marca de cosméticos profissionais de alta qualidade. Nossa linha completa de produtos capilares prioriza a saúde dos cabelos do cliente e ainda garante excelente performance, proporcionando mais segurança ao realizar seu trabalho.